Beto Dois a Um sugere incluir Campo Verde na Região Metropolitana do Rio Cuiabá

112 0
De: Prefeitura Municipal de Campo Verde

O deputado estadual Beto Dois a Um usou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira para informar que apresentou um Projeto de Lei Complementar propondo a inclusão de Campo Verde na Região Metropolitana do Rio Cuiabá.

Ao falar sobre a proposta, o parlamentar destacou todo o potencial de desenvolvimento, a independência econômica e o crescimento urbano de Campo Verde.

A inclusão, de acordo com o deputado, vai proporcionar uma maior integração de desenvolvimento, considerando as características geográficas, sociais e econômicas da região. “Campo Verde vem crescendo de forma exponencial e é um dos poucos municípios ‘colados’ a Cuiabá que não faz parte da Região Metropolitana do vale do Rio Cuiabá”, observou Beto Dois a Um.

“Eu não tenho dúvida que essa integração das cadeias produtivas, essa promoção de investimentos conjuntos, contribuirão muito com o desenvolvimento sustentável, com a geração de emprego; para a geração de renda nos municípios da região do Vale do Rio Cuiabá”, destacou o parlamentar.

O prefeito Alexandre Lopes de Oliveira destacou que a inclusão de Campo Verde na Região Metropolitana do Rio Cuiabá, vai permitir benefícios mútuos entre o Município e Cuiabá. “Essa inclusão fará com que a gente abra todo um campo de atuação na área comercial e em outras áreas que fazem com que ambos os Municípios tenham vantagens”, ressaltou.

Essa integração e as possíveis vantagens, de acordo com o prefeito Alexandre Lopes de Oliveira, foram os principais motivos que levaram à Administração Municipal a buscar a inclusão na Região Metropolitana do Rio Cuiabá.

“Nós fazemos divisas com o município de Cuiabá e temos uma proximidade, mas até então não fazíamos parte da região metropolitana”, observou o prefeito. “Foi isso que levou à essa decisão e o deputado Beto acolheu rapidamente essa mensagem nossa e está trabalhando para que isso ocorra”, completou.

Alexandre também ponderou que, com o município pertencendo à região metropolitana, poderão ser desenvolvidas políticas públicas voltadas a uma integração comercial envolvendo, principalmente, a produção da agricultura familiar.

“Isso geraria diversas linhas de incentivos que poderão ajudar muito aqueles que produzem e levam seus produtos para a região metropolitana, considerando que lá tem uma densidade demográfica muito maior”, observou. “São iniciativas que favorecem isso também. A gente pode até chegar em questões empresariais, que são também o nosso foco, mas entra também, como eu citei, a agricultura familiar, que poderá produzir em Campo Verde e levar, como já é [feito], para a região metropolitana, onde está um grande número de pessoas consumidoras”, completou.