Campo Verde inicia campanha de vacinação contra gripe

322 0
De: Prefeitura Municipal de Campo Verde

O Ministério da Saúde iniciou nesta segunda-feira (10), a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe (Influenza A e Influenza B). Em Campo Verde, a meta é vacinar 13,5 mil pessoas que fazem parte dos grupos prioritários. A vacina está disponível em todos os Postos de Saúde do Município e, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, inicialmente o público-alvo da campanha serão as pessoas mais suscetíveis à influenza.

Podem se vacinar contra a gripe pessoas com 60 anos, crianças com idade entre 6 meses e 5 anos completos, gestantes e puérperas; professores, trabalhadores da saúde, pessoas com deficiências, pessoas com comorbidades, policiais e bombeiros; detentos, índios, ribeirinhos e quilombolas; profissionais do transporte coletivo, profissionais portuários, profissionais do sistema prisional, caminhoneiros e adolescentes internos em unidades socioeducativas.

A vacinação, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde é realizada anualmente e quem foi imunizado no ano passado deverá se vacinar este ano novamente. A SMS explica que o imunizante vai perdendo forças a partir do sexto mês da aplicação e a cada ano surgem novos subtipos do vírus da influenza, fatores que explicam a necessidade de nova vacinação.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, vacinas podem gerar algum efeito colateral, no entanto, não há motivo para preocupação.  No caso da vacina contra gripe, os sintomas mais comuns são reações no local da aplicação e, excepcionalmente, dor de cabeça, febre e fadiga que desaparecem em até 48 horas.

A SMS explica também que não há impedimento para a vacinação contra a gripe caso a pessoa já tenha sido imunizada contra a COVID e que os dois imunizantes podem ser aplicados no mesmo dia.

Covid-19 – Em Campo Verde a vacina monovalente contra a Covid-19 está disponível para população com idade entre 6 meses e 59 anos. Para os grupos de risco, está disponível a vacina bivalente da Pfizer, que protege contra o vírus original da SARS-Cov-1 e suas variantes, como a Ômicron, que é altamente transmissível.