Três estados determinam fechamento de divisas com MT após invasão e ataque a Confresa (MT), diz secretário

98 0
Por Kessillen Lopes e Ianara Garcia, g1 MT e TV Centro América
Criminosos usaram explosivos — Foto: Alex Fotógrafo

Todas as divisas de Mato Grosso com Tocantins, Pará e Goiás foram fechadas após criminosos invadirem e atacarem a base da Polícia Militar e de uma empresa de transporte de valores de Confresa, a 1.160 km de Cuiabá, nesse domingo (9). A informação foi confirmado pelo secretário Segurança Pública, César Augusto Roveri.

O governador Mauro Mendes (União) pediu apoio de outros estados para ajudar na operação de busca pela quadrilha. Mais de 100 policiais somente de Mato Grosso atuam na ação, além das equipes de reforço de todo o Centro-Oeste, segundo o secretário. Até agora ninguém foi preso.

César Augusto informou que os detalhes das buscas não serão divulgados para manter a segurança do caso, mas garantiu que os criminosos estão localizados em áreas não habitáveis, fora de Confresa e Santa Terezinha, que era a rota de fuga.

“Todas as forças de segurança estão mobilizadas para atuar nesse caso gravíssimo na cidade de Confresa. A estratégia de fuga deles foi frustrada ontem, pois tivemos barreiras. Houve um confronto com a polícia e dois veículos deles foram destruídos. O governador já fez contato para que fechemos todas as nossas fronteiras. Estamos com uma força-tarefa de todo o Centro-Oeste”, disse.

Equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também embarcaram nesta segunda-feira (10) para Confresa em busca dos suspeitos.

Alguns artefatos espalhados pelos criminosos na cidade foram desativados entre a noite desse domingo e esta segunda-feira. Alguns veículos usados durante a invasão também foram encontrados abandonados em áreas indígenas.

Por segurança, as prefeituras de Confresa e Vila Rica, respectivamente, determinaram a suspensão das aulas em toda a rede de ensino devido aos ataques.

Confresa tem pouco mais de 30 mil habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Invasão

Vídeos e áudios compartilhados nas redes sociais descrevem o cenário de terror na cidade nesse domingo. As imagens mostram os criminosos armados com fuzis.

Segundo a Polícia Civil e a Polícia Militar, os criminosos estariam envolvidos em um assalto a empresa de valores. Durante a ação, uma pessoa que passava pelo local foi baleada. Ela foi levada para o hospital do município e está fora de perigo.

A polícia contabilizou cerca de 15 a 16 pessoas envolvidas no ataque.