Médico acusado de matar esposa veterinária volta ao banco de réus hoje

42 0
Do: Agora MT
Beatriz Milano era veterinária e foi morta no dia 24 de novembro de 2018 na casa onde morava com Fernando Veríssimo de Carvalho, em Rondonópolis
Fernando Veríssimo de Carvalho foi preso em 2018, acusado de de ter assassinado a companheira grávida – Foto: Xtudoribeirão

A Primeira Vara Criminal de Rondonópolis marcou para hoje (10) o julgamento do médico Fernando Veríssimo de Carvalho, 30 anos. Ele é acusado de assassinar a esposa, Beatriz Nuala Soares Milano, que tinha 27 anos na época do crime.

Esta será a segunda tentativa de realização do júri. Na primeira, no último dia 20 de setembro, uma falha judicial acabou causando o cancelamento do julgamento.

O júri de hoje será presidido pelo juiz Wagner Plaza Machado Júnior e começa por volta das 9h. Entre as testemunhas estará a mãe de Beatriz, Nazaré Soares, e os peritos que identificaram sinais de violência indicando o crime de homicídio.

Beatriz Milano era veterinária e foi morta no dia 24 de novembro de 2018 na casa onde morava com Fernando Veríssimo de Carvalho, no bairro Vila Aurora. Os dois viviam juntos há dez meses e ela estava grávida.

A Polícia Militar foi acionada pelo próprio Fernando. Na época, ele afirmou que havia dormido em outro cômodo e que, por volta de 3h, acordou e foi até o quarto do casal, onde encontrou a mulher morta.

Fernando disse que apenas os dois estavam na casa e chegou a dar declarações à imprensa negando agressões e dizendo que tinha um relacionamento saudável com Beatriz.

As informações prestadas por ele foram contestadas pelo laudo pericial e também por indícios levantados pela investigação policial. Ele acabou preso depois de fugir da cidade e ser localizado no interior de São Paulo, na casa dos pais.