NOVO CANGAÇO EM MT – Bando também agiu em Vila Rica; carro é encontrado com sangue

91 0
Do: MidiaNews
Bandidos fortemente armados haviam invadido Confresa na tarde deste domingo
Bandidos armados com fuzil invadem batalhão da PM em Confresa

A quadrilha fortemente armada que ateou fogo na sede da Polícia Militar em Confresa, na tarde de domingo (9), agiu também no Município de Vila Rica, a 104 quilômetros dali.

Houve confronto entre os criminosos e a equipe de Força Tática pouco antes deles chegarem a Vila Rica. A suspeita é de que um dos bandidos tenha se ferido gravemente. Um dos veículos usados na fuga foi deixado para trás e econtrado por indígenas da região com muito sangue.

O prefeito de Vila Rica, Abimael Borges, disse em entrevista ao Jornal Cultura terem sido momentos tensos.

“Clima muito tenso. Hoje mais aliviado, mas foi um tumulto muito grande, um terror”, relatou.

“Ao mesmo momento que atacaram em Confresa, eles também estavam em Vila Rica. Incendiaram carros na saída de Vila Rica. A Polícia não tinha entendido. Foi período muito tenso”, afirmou.

O ataque aconteceu a 10 quilômetros da ponte do Rio São Marcos, na saída para Santa Terezinha. Os criminosos atearam fogo em carretas e caminhonetes.

Segundo Borges, como não teve sucesso em Confresa, o bando seguiu sentido a Vila Rica por uma estrada alternativa, passando por Santa Terezinha, usando, posteriormente, outra estrada alternativa que cruza uma aldeia indígena e o Rio Araguaia.

O confronto com os policiais teria acontecido na fazenda Porto Velho, onde há uma pista de pouso. Foi nessa região que o carro ensanguentado foi localizado e a suspeita é de que os criminosos fugiram de barco pelo Rio Araguaia.

“O bando era muito grande, estamos na ponta e isso é complicado. Eles são muito audaciosos, quadrilha é complicada”, afirmou Borges.

Segundo o prefeito, a segurança foi reforçada na região. “A gente fica um pouco mais aliviado deles não terem tido sucesso”, disse.

Não há policiais os civis feridos em Vila Rica.

A investigação e as buscas pelos criminosos segue em andamento.