Criminosos furtam placas de carros e deixam bilhete pedindo ‘resgate’ em Cuiabá

77 0
Por Kessillen Lopes, g1 MT
Criminosos colocaram um bilhete no lugar da placa — Foto: Kessillen Lopes/g1

Motoristas foram vítimas de um novo golpe em Cuiabá em que os criminosos furtam a placa do veículo e deixam um bilhete no lugar pedindo ‘resgate’ para que o dono tenha o item de volta. Somente nesta semana, o g1 teve conhecimento de dois casos em frente a um hospital particular da capital.

O biomédico Allan Patrick contou que deixou o carro estacionado na frente do hospital onde trabalha durante a madrugada desta sexta-feira (28). Pela manhã, seguiu com o veículo para casa, quando a esposa dele notou a falta da placa.

“Saí pela manhã, encontrei minha chefe no caminho e ela contou que haviam roubado a placa do carro de uma médica do hospital no mesmo local que estaciono. Olhei imediatamente e a placa traseira estava normal, então fui para casa. Quando cheguei em casa minha esposa viu o veículo de frente e já perguntou: Cadê a placa do carro?”, relatou.

Promessa é de 'devolução imediata' — Foto: Kessillen Lopes/g1
Promessa é de ‘devolução imediata’ — Foto: Kessillen Lopes/g1
Segundo Allan, ao se aproximar do veículo, encontrou um bilhete em papel post-it pregado no lugar da placa com uma mensagem contendo um número de telefone.
“Sua placa de volta. Devolução imediata. Whats: xxxx-xxxx”, diz na mensagem.

O biomédico afirmou que, no mesmo instante, lembrou do caso da colega de trabalho e associou.

“Pretendo registrar o boletim de ocorrência e não pagar o resgate, por ser perigoso. Infelizmente, terei que solicitar um novo emplacamento do veículo”, disse.

A segunda vítima disse que já registrou boletim de ocorrência. Segundo ela, os criminosos pediram R$ 500 de ‘resgate’, mas ela não fez o pagamento.

O que fazer

O diretor de Habilitação e Veículos do Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), Alessandro de Andrade, explicou que o motorista deve procurar o Detran-MT ou uma empresa credenciada para realizar uma nova vistoria e emplacamento do veículo. No emplacamento, o QR Code da placa furtada é cancelado e um novo código é inserido.

“Será uma nova placa com os mesmos caracteres (letras e números), mas com um novo QR Code. Se a placa antiga for colocada em outro veículo e passar por uma fiscalização, vai constar que está inativa e que está sendo cometido um crime”, explicou.

g1 consultou empresas especializada nesse serviço. O valor médio para a fabricação de apenas uma placa – frontal ou traseira – é R$ 200. Já a vistoria é, em média, R$ 150, a depender do modelo do veículo.