Operação Parabellum cumpre 24 prisões e buscas contra organização criminosa no sul do estado

80 0
As diligências iniciaram no final do ano passado para apurar crimes de organização criminosa, tráfico de drogas, associação para o tráfico
Assessoria | Polícia Civil-MT
PC-MT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Alto Taquari, deflagrou na manhã desta sexta-feira (17.03) a Operação Parabellum com o cumprimento de 24 ordens judiciais, entre mandados de prisão e busca e apreensão, contra investigados por tráfico e associação para o tráfico cometidos por uma facção criminosa que atua na região.

Ao todo estão sendo cumpridos 14 mandados de prisão temporária e 10 busca e apreensão domiciliar contra alvos no município de Alto Taquari.

As diligências iniciaram no final do ano passado para apurar crimes de organização criminosa, tráfico de drogas, associação para o tráfico, e culminou na identificação de suspeitos, alguns presos em unidades do Sistema Penitenciário, e outros integrantes que circulavam livremente na região cometendo diversos crimes.

Conforme a investigação da Delegacia de Alto Taquari, o grupo era bem estruturado e ordenado, com divisão de tarefas entre seus integrantes, e responsável por grande parte das ocorrências praticadas no município.

Durante monitoramento da associação, a Polícia Civil conseguiu mapear o funcionamento, com a identificação dos membros e as respectivas funções. As principais características dentro do grupo eram hierarquia, organização pré-definida com disciplina e gerências, fluxo financeiro com pagamento de mensalidades, taxa sob o tráfico de droga, extorsão de empresários, entre outros.

Diante das indícios e provas, o delegado Artur Almeida representou pelos mandados judiciais, expedidos pelo juízo da Vara Única da Comarca de Alto Taquari e com parecer favorável do Ministério Público Estadual.

A operação “Parabellum” contou com a participação de 40 policiais civis das Delegacias de Pedra Preta, Guiratinga, Alto Garças, Alto Araguaia e 1ª Delegacia e DEDM de Rondonópolis.