“CABIDÃO NA SAÚDE” – Ministra do STJ vota para afastar Emanuel; julgamento é adiado

131 0
Do: MidiaNews
Julgamento foi adiado após pedido de vistas do ministro Raul Araújo
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro

A ministra Maria Thereza de Assis Moura, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), votou para derrubar a decisão liminar que suspendeu o afastamento do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB).

O voto dela, que é relatora de um recurso do Ministério Público Estadual (MPE), foi dado durante sessão da Corte Especial do STJ, realizada na tarde desta quarta-feira (15).

O ministro Humberto Martins votou contra a suspensão da liminar. O julgamento, no entanto, foi adiado após pedido de vistas do ministro Raul Araújo.

O prefeito foi afastado em outubro de 2021 sob acusação de criar um “cabide de empregos” na Secretaria Municipal de Saúde para acomodar indicação de aliados, obter, manter ou pagar por apoio político.

Ele recorreu ao STJ e conseguiu voltar ao cargo após 37 dias, atráves da liminar dada pelo ministro Humberto Martins, que na época era presidente do STJ.