Bebê indígena e criança de 9 anos morrem com dengue à espera de UTI pediátrica em MT

87 0
Por Kessillen Lopes, Márcio Falcão e Maycon Araújo, g1 MT e TV Centro América
Bebê indígena estava internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Primavera Leste — Foto: Walter Quevedo/TV Centro América

Um bebê indígena de 1 ano e um menino de 9 anos morreram em decorrência da dengue nesse domingo (26), em Primavera do Leste e Rondonópolis, a 239 km e 218 km de Cuiabá, respectivamente. Os dois esperavam por um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica.

A Prefeitura de Primavera do Leste informou que o bebê indígena era de General Carneiro e deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Primavera na quarta-feira (22) com dengue e sinais de desnutrição.

Segundo o município, foi solicitado ao estado, com urgência, uma vaga de UTI pediátrica, mas a equipe foi informada que havia outras 32 crianças na fila. Devido à gravidade do estado de saúde, o bebê permaneceu internado na unidade de saúde, mas não resistiu às complicações e morreu neste fim de semana.

g1 entrou em contato com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) para saber a situação dos leitos de UTI pediátrica no estado, mas não obteve retorno até esta publicação.

Criança de 9 anos estava no Pronto Atendimento Infantil de Rondonópolis (MT)  — Foto: Divulgação
Criança de 9 anos estava no Pronto Atendimento Infantil de Rondonópolis (MT) — Foto: Divulgação

Já em Rondonópolis, a Secretaria Municipal de Saúde disse que a criança de 9 anos chegou no Pronto Atendimento Infantil na quinta-feira (23), com queixa de febre, dor no corpo e vômito. Pouco tempo depois, apresentou piora com alteração de exames laboratoriais que apontaram o quadro de dengue hemorrágica.

No dia seguinte, segundo a Saúde, a criança foi avaliada novamente pela equipe médica, que apontou a necessidade de UTI.

“A Central de Regulação do Município fez imediatamente o pedido de vaga para o estado e para a Santa Casa de Rondonópolis, ambos não tinham leitos disponíveis. Sem vagas no estado e devido à gravidade da criança, ela foi encaminhada para uma UTI municipal adulta, onde recebeu todos os cuidados necessários, mas, infelizmente, veio a óbito”, disse.

O município disse ainda que foi informado pela Central de Regulação que na região sul do estado, outras três crianças em estado grave aguardam vagas de UTI pediátrica, sendo uma de Poxoréu, uma de Jaciara, e outra de Rondonópolis.