Assassinato de casal em Cuiabá foi ‘altamente pensado’ por filho de deputado, diz delegado

35 0
Por Kessillen Lopes, Mariana Mouro e Luiz Vieira, g1 MT e TV Centro América
Thays Machado foi assassinada a tiros pelo ex companheiro — Foto: Redes sociais

O delegado Marcel de Oliveira, responsável pela investigação do duplo homicídio ocorrido nessa quarta-feira (18), em Cuiabá, disse que o suspeito Carlos Alberto Gomes Bezerra, filho do deputado federal por Mato Grosso Carlos Bezerra (MDB), premeditou o assassinato da ex dele Thays Machado, de 44 anos, e do namorado dela, Willian César Moreno, de 30 anos. Segundo o delegado, ele agiu por ciúmes, motivado pela “emoção de vê-la se relacionando com outro homem”.

Thays e Willian foram mortos a tiros na calçada do prédio onde a mãe da mulher morava, no Bairro Alvorada.

De acordo com o delegado, familiares de Thays foram ouvidos e afirmaram que o suspeito era “extremamente ciumento e possessivo”. Ele e a vítima mantinham um relacionamento há alguns anos, entre indas e vindas. O término mais recente foi há cerca de 45 dias. Ela estava com o novo namorado há menos de um mês.

“Podemos constatar que foi algo altamente pensado, articulado, planejado, um crime premeditado”, afirmou.

À polícia, Carlos confessou o crime e afirmou estar abalado emocionalmente.

“Cabe a nós agora, dentro da linha de investigação, trabalhar justamente para juntar esses elementos, que são teses de defesa. A gente está acostumado a trabalhar com esse tipo de situação, mas temos técnicas que vai buscar tirar de cena essas alegações. As investigações centram em análises técnicas. Temos diversos celulares para serem analisados, das vítimas e do suspeito”, disse o delegado.

Homem e mulher são assassinados em Cuiabá — Foto: Matheus Maurício/ TV Centro América
Homem e mulher são assassinados em Cuiabá — Foto: Matheus Maurício/ TV Centro América

As imagens de câmeras de segurança também serão analisadas para tentar entender a dinâmica do crime.