Usou querosene – Morre servidora pública que teve corpo incendiado pelo marido

76 0
Do: MidiaNews
Marinalva Pires, de 48 anos, estava internada desde o dia 28 de abril no Hospital Municipal de Cuiabá
Marinalva Pires, de 48 anos, morreu internada no HMC com queimaduras de 2º e 3º grau

A servidora pública Marinalva Aparecida dos Santos Pires, de 48 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira (8) no Hospital Municipal de Cuiabá. Moradora de Paranaíta, ela estava internada desde o dia 28 de abril após ter o corpo incendiado pelo marido.

A vítima teve queimaduras de 2º e 3º graus pelo corpo e precisou ser transferida, em estado considerado gravíssimo para a Capital.

Seu quadro se agravou e ela não resistiu às lesões, morrendo às 3h44.

A Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) foi acionada para realizar a liberação de cadáver.

O marido da servidora foi preso em flagrante e também precisou de atendimento médico por estar com lesões de queimadura. Ele usou querosene para incendiar a esposa.

Marinalva era sogra do vereador paranaitenses Carlos Scátola e prestava serviços na Saúde Municipal como servidora terceirizada.

A Prefeitura emitiu uma nota lamentando o caso.

“A Prefeitura de Paranaíta e seus servidores expressam seus pêsames e solidarizam-se com a família e com os amigos neste difícil momento de dor”, diz trecho da publicação.