‘Escolheram assassinar’, diz família de jovem morto em abordagem da PM por perturbação de sossego em MT

41 0
Por Mariana Mouro, g1 MT
Diego Kaliniski, de 26 anos, foi morto na madrugada deste domingo (5) — Foto: Reprodução/Redes sociais

A família de Diego Kaliniski, de 26 anos, morto em uma abordagem da PM, acusa a polícia de despreparo na morte do jovem. Ele era abordado em uma ocorrência de perturbação do sossego em Vera, a 486 km de Cuiabá, quando resistiu à prisão, agrediu os PMs e foi morto.

“A polícia tinha meios não letais para imobilizar. Eles escolheram assassinar meu primo”, disse Jessica Vasconcelos, prima da da vítima.

Diego era abordado próximo a um bar e resistiu à ordem de prisão da PM. A abordagem foi filmada por moradores que estavam no local. O vídeo mostra que a polícia não consegue imobilizar o jovem, que chega a pegar o cassetete e agredir um dos PMs. Alegando que não seria preso, ele não se rende e é baleado.

Nas imagens é possível ouvir seis disparos. O jovem foi alvejado no abdômen, não resistiu e morreu no local.

A família reconhece a resistência do jovem, mas afirma que houve despreparo da polícia, que poderia ter usado maneiras não letais de conter o jovem. “Ele foi executado a sangue frio”, disse Jéssica.

Além de Diego, o irmão de 31 anos também foi baleado. Ele passou por uma cirurgia na mão e teve alta.

O caso é investigado pela polícia e a PM informou que os agentes envolvidos foram afastados e uma sindicância foi aberta para apurar o caso.

O sepultamento de Diego está previsto para ocorrer ainda na manhã desta segunda-feira (6).

A abordagem

Segundo a PM, eles atendiam uma ocorrência de perturbação do sossego na Avenida Brasil, no município de Vera. No local, eles abordaram um dos jovens e pediram o documento do veículo em que ele estava. Ele teria se recusado e tentado reagir à abordagem, quando a PM anunciou a prisão por desacato.

Após a ordem de prisão, começou a briga entre o jovem e os PMs, conforme é possível ver no vídeo acima. É possível ver o momento em que ele levanta, pega o cassetete de um dos agentes e tenta bater no policial.

Em resposta, o policial faz os disparos. Nas imagens, é possível contar ao menos seis disparos. Um dos tiros atingiu o abdômen da vítima.

Depois dos primeiros tiros, o jovem, ainda de pé, tenta seguir, mas é atingido por mais disparos. De acordo com a polícia, ele morreu no local.