Professora de Campo Verde participará da elaboração do Material Didático Curricular de Mato Grosso

120 0
De: Prefeitura Municipal de Campo Verde

A professora Tamara Regina Sidenco (foto), que atua como coordenadora no Centro Educacional Paulo Freire, em Campo verde, foi uma das profissionais selecionadas para elaborar Material Didático Curricular (MDC) que será desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação.

A confecção do MDC contará com a participação de educadores de todo o estado e será o material de apoio das turmas de alfabetização que fazem parte do Programa Alfabetiza MT.

Professora há 14 anos, Tamara disse que ficou surpresa em ser uma das selecionadas. “Eu levei um susto, porque eu não imaginava”, disse ela. Cada município de Mato Grosso poderia inscrever até cinco profissionais.

Após ter o nome selecionado, a professora passou por uma entrevista de seleção onde foram feitas perguntas sobre sua visão em relação à alfabetização, quais os autores nos quais ela se embasa para desenvolver seu trabalho e a importância da alfabetização enquanto profissional da educação.

Tamara comentou também que o sentimento após saber que fará parte de um projeto tão importante, é uma mistura de felicidade e curiosidade. “Eu nunca participei de nada parecido”, ressalta ela. “Então saber como é a produção, como é pensada a alfabetização antes de ela estar na sala de aula, é algo bem interessante”, ressalta.

Ela também admite que fazer parte da elaboração do MDC, é o início de uma realização profissional. “Porque eu não quero parar. Eu sempre quis escrever um livro: entender como é esse processo, quem sabe colocar isso em um mestrado para dar uma caminhada, um ponta pé”, salienta.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Simoni Pereira Borges, ter uma professora do município entre os profissionais que participarão da construção de algo tão importante quanto o MDC, demostra que a Educação em Campo Verde está trilhando o caminho certo.

“Tendo em vista que quando nós vamos para essa construção nós levamos as nossas experiências, as nossas práticas como referência. Isso nos traz alegria, mas também demonstra que nós estamos no caminho certo, que nós fazemos nosso trabalho com seriedade e que servimos de referência para produzir novos materiais, para trazer práticas para outros municípios”, enfatiza.