Prefeitura de Chapada dos Guimarães (MT) decreta estado de emergência após chuvas

90 0
Por g1 MT
Asfalto foi afetado pela chuva intensa — Foto: Reprodução

O prefeito de Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, Osmar Froner, assinou, nesta segunda-feira (29), um decreto municipal que declara situação de emergência nas áreas afetadas pelas fortes chuvas que atingiram o município neste fim de semana. O decreto terá validade de 180 dias e busca agilizar as ações de resposta ao desastre.

Segundo a Defesa Civil Municipal, o temporal ocorrido nesse último domingo (28) resultou em índices pluviométricos de 221mm, o equivalente ao volume de chuva esperado para um período de 30 dias em condições normais.

Aproximadamente mil pessoas foram diretamente afetadas pelos danos causados pelas chuvas em locais como Olho D’água, Centro, Véu de Noiva, MT-515, Ramis Bucacir, São Sebastião e Capão do Boi. Além disso, houve o rompimento da barragem da captação do Monjolo, agravando ainda mais a situação.

A chuva intensa causou diversos estragos no município, incluindo danos em ruas e avenidas, queda de muros em unidades escolares e residências atingidas pelas águas. Além disso, inúmeros trechos de estradas rurais e pontes ficaram danificados ou isolados, prejudicando o escoamento da produção, o tráfego dos moradores e o transporte escolar.

Segundo o prefeito, a maior parte da malha viária do município possui solos arenosos, que são suscetíveis a processos erosivos no leito, o que demanda recursos financeiros adicionais para investimentos. As chuvas excessivas prejudicam os serviços de recuperação de estradas, pontes, aterros e tapa-buracos, afetando o escoamento da produção agropecuária e o transporte escolar.

Chapada dos Guimarães possui uma área territorial de 6.6032 km², com uma malha viária de rodovias estaduais não pavimentadas de 398,68 km e estradas vicinais com extensão de 2.521,32 km. Além disso, o município conta com 135 pontes de madeira.

Vias ficaram intransitáveis  — Foto: Defesa Civil
Vias ficaram intransitáveis — Foto: Defesa Civil

Com o decreto de situação de emergência, prefeitura poderá mobilizar todos os órgãos municipais para atuarem sob a coordenação da Coordenadoria Municipal de Chapada dos Guimarães nas ações de resposta ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução.

A medida também proporcionará uma maior agilidade do município nas ações emergenciais de auxílio à população. Para lidar com a situação, foi criada uma força-tarefa que trabalhará na limpeza e remoção de lama, lixo e entulhos nos bairros afetados, além de prestar assistência às vítimas desabrigadas ou desalojadas.