Multas aplicadas por ‘tocaias’ em Várzea Grande (MT) estão em desacordo com a lei, aponta advogada

177 0
Por Cleto Kipper, TV Centro América
Morador flagra agentes de trânsito de “tocaia” — Foto: Reprodução

A aplicação de multas de trânsito por agentes que ficariam de “tocaia” em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, estão em desacordo com a lei e podem ser anuladas. É o que afirma a advogada especialista em direito de trânsito, Aleciane Sanches.

À TV Centro América, ela explicou que os agentes que cumprem com esta fiscalização devem passar por concurso público específico e contar com vestimentas corretas, seguindo o padrão legal previsto na legislação.

“Tem que ser um agente de trânsito com finalidade para fiscalizar, cujo concurso público para esta atividade e devendo estar com a viatura devidamente caracterizada, com vestimenta adequada. Qualquer infração que for diferente disso, não estaria dentro dos padrões legais e deveria ser anulada, justamente por falta da competência do agente de trânsito”, explicou.

A discussão veio à tona depois que um morador da região metropolitana flagrou uma equipe de “tocaia” para aplicar multas na Avenida Filinto Müller, repercutiu nas redes sociais nessa quarta-feira (10).

No vídeo, é possível ver quatro agentes de trânsito dentro do carro da Prefeitura de Várzea Grande, com pranchetas para aplicação de multas, em mãos. O homem que grava o vídeo pede as credenciais dos agentes e afirma que esse é um direito dele como cidadão.

A Prefeitura de Várzea Grande informou, em nota, que existem leis trabalhistas que asseguram aos fiscais prazos intercalados de proteção ao calor excessivo.