Ministério Público aceita denúncia da OAB contra deputado de MT que comparou gravidez de mulheres a gestação de vacas

88 0
Por Leandro Agostini, Jonathan Cosme e Rogério Júnior, TV Centro América e g1 MT
Deputado bolsonarista Gilberto Cattani é acusado de discriminação de gênero — Foto: JLSiqueira/ALMT

O procurador-geral de Justiça do estado, Deosdete Cruz Júnior, aceitou a denúncia da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT), nesta quarta-feira (31), por discriminação de gênero contra o deputado estadual Gilberto Cattani (PL), a respeito da sequência de falas em que comparou a gravidez de mulheres com a gestação de vacas.

A denúncia foi recebida pelo Ministério Público do estado (MP-MT) e encaminhada para o Núcleo de Ações de Competência Originária, para análise sob perspectiva criminal. Uma cópia também foi enviada para a 25ª Promotoria de Justiça Cível de Cuiabá.

g1 procurou a assessoria de Cattani, que não quis comentar o caso.

A presidente da OAB-MT, Gisela Alves Cardoso, e a presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB, Glaucia Anne Kelly Rodrigues do Amaral, também apresentaram as denúncias na Assembleia Legislativa para a presidente em exercício, Janaina Riva (MDB), nesta quarta-feira (31).

Após esse encontro, a presidente submeteu o requerimento à apreciação dos demais deputados durante o colégio de líderes e determinou a instalação da Comissão de Ética e Decoro para apreciação do teor das denúncias.

Presidente da OAB encaminha denúncia na ALMT contra deputado estadual Gilberto Cattani (PL) — Foto: Judite Rosa/OAB-MT
Presidente da OAB encaminha denúncia na ALMT contra deputado estadual Gilberto Cattani (PL) — Foto: Judite Rosa/OAB-MT

No documento, a OAB destaca a sequência de falas e ações feitas pelo deputado estadual Gilberto Cattani. A primeira fala ocorreu em um debate durante a instalação da frente parlamentar para combate ao aborto.