Justiça mantém prisão de dupla envolvida em chacina que matou quatro maranhenses em Sinop (MT)

91 0
Por Gustavo Nolasco, TV Centro América e g1 MT
Quatro homens foram mortos em casa — Foto: Divulgação

A Justiça decidiu manter a prisão de um homem e de uma mulher suspeitos de estarem envolvidos em uma chacina que matou quatro pessoas em uma casa em Sinop, a 503 km de Cuiabá, em dezembro de 2021. A decisão foi divulgada nesta terça-feira (9).

De acordo com o juiz responsável pelo caso, os suspeitos participaram do crime, mas os executores ainda não foram encontrados pela polícia. Foi determinado que a ação penal contra os acusados sejam separadas, pois em outubro de 2022 ficou definido que a dupla passará por júri popular.

O processo foi desmembrado porque apenas a suspeita recorreu da decisão. O suspeito deve ser julgado antes.

A dupla será julgada por homicídio duplamente qualificado, cometido por motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa das vítimas. Ainda não há data definida para o julgamento.

A mulher foi presa em Sinop e o homem foi localizado em Porto dos Gaúchos.

O crime

O caso ocorreu em uma casa no Bairro Adriano Leitão, em Sinop. As vítimas foram identificadas como Laurielson França Souza, de 30 anos, Rubenilson de Jesus Silva, de 38 anos, Emerson Ribeiro Pereira, de 22 anos, e Bruno Garcia Sousa, de 23 anos.

Três vítimas eram naturais de Pinheiro, no Maranhão, enquanto Bruno era natural de São Luís, no mesmo estado. Eles estavam em Sinop trabalhando há cerca de três meses, e eram amigos.

As vítimas estavam em uma casa, quando o imóvel foi invadido por quatro homens armados, que renderam todos, levaram para a sala da casa e os executaram. Outros dois homens e duas mulheres estavam na casa. Eles contaram à polícia os criminosos tinham fotos no celular daqueles que seriam executados.