Caça ao Novo Cangaço usa drones termais e binóculos noturnos

150 0
Do: MidiaNews
Operação policial quase dizimou grupo criminoso que aterrorizou Confresa no último dia 9 de abril
Policiais observam as imagens produzidas durante a caçada

As Forças de Segurança Pública têm usado tecnologia de ponta na caçada contra os criminosos que aterrorizaram Confresa e fugiram para o Tocantins.

Dentre os apetrechos estão binóculos com visão noturna e drones com câmeras termais, na qual a temperatura dos objetos é transformada em uma escala de cores identificáveis pela visão humana.

Imagens divulgadas pela TV Anhanguera mostram como os aparelhos funcionam.

O drone, que pertence a Mato Grosso, funciona tanto de dia quanto a noite e possui um longo alcance. Pela tela do computador, os operadores têm acesso a imagens em tempo real das áreas monitoradas.

A imagem divulgada mostra o drone fazendo reconhecimento de uma área rural durante a madrugada do dia 13 de abril.

Nela aparecem apenas trabalhadores rurais, mas mostra o desempenho da tecnologia e a capacidade de identificar zonas de calor formadas tanto pela temperatura corporal das pessoas, quanto do motor do carro.

As câmera térmicas utilizam tecnologia chamada espectro eletromagnético. Ela consegue identificar o comprimento de ondas que aparecem no espectro do infravermelho.

Em azul ou preto são representadas as temperaturas baixas, já em amarelo, vermelho ou laranja as temperaturas mais altas.

Outra imagem mostra o funcionamento dos binóculos de visão noturna, também usado na caçada ao bando que aterrorizou Confresa. Nela é possível ver, nitidamente, cinco policiais armados realizando buscas em meio a mata e uma viatura ao fundo.

Até o momento já foram 16 criminosos abatidos em confronto com policiais, outros cinco foram presos.

De acordo com a força tarefa, há pelo menos mais três criminosos ainda escondidos entre as cidades de Pium, Marianópolis e Caseara, no Tocantins.

 

Veja: