Policial civil tem prisão em flagrante convertida para preventiva por matar PM a tiros em conveniência em Cuiabá

191 0
Por g1 MT
O policial militar foi socorrido e encaminhado a um hospital particular, mas não resistiu e morreu — Foto: Reprodução

O policial civil Mario Wilson Vieira suspeito de matar a tiros o policial militar Thiago de Souza Ruiz, em uma conveniência, teve a prisão em flagrante convertida para preventiva, nesta sexta-feira (28), após passar por audiência de custódia em Cuiabá.

Os advogados dos dois foram procurados, mas não houve retorno até a última atualização desta reportagem.

Segundo a decisão do juiz Geraldo Fernandes Fidelis Neto, o policial foi encaminhado para uma unidade prisional em Chapada dos Guimarães, a 65 km da capital, para garantir a integridade física e psicológica por se tratar de um policial civil, que não poderia ficar em um presídio comum.