Empresários da indústria visitam o stand do Município de Campo Verde no Tecnotêxtil Brasil, em Americana/SP

108 0
De: Prefeitura Municipal de Campo Verde

O município de Campo Verde concluiu na última sexta-feira (10) a participação no Tecnotêxtil Brasil – evento realizado em Americana/SP, entre os dias 7 e 10 de março, que reuniu empresários do setor têxtil de todo o Brasil e também de fora do país.

Com um stand montado, Campo Verde apresentou as vantagens de investimento na cidade, principalmente para a área da indústria. Fatores como matéria-prima de qualidade e em abundância, mão-de-obra qualificada, logística e localização privilegiadas, além dos programas de incentivo, favorecem a implantação de novas empresas, que já visualizam a verticalização na cadeia do algodão.

O município foi representado pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico, Henrique Soares; o assessor de gabinete, Jackson Cocco; e a coordenadora de indústria, Janaína Rittes. Em visita ao stand, o gerente industrial da Cooperfibra Fios, João Miguel, destacou que a participação em eventos como este é muito válida para o setor. “Muitos representantes da indústria e expositores se encontram aqui. Mostrar o potencial de Campo Verde no Tecnotêxtil é interessante”, disse.

O coordenador de produção da Incofios, Daniel Bodnar, também esteve no stand. “É onde tudo se inicia. Campo Verde já é um dos principais polos de produção da matéria-prima mais utilizada no universo têxtil. Nós temos o algodão. Mostrar isso para o Brasil, é muito importante”, acrescentou.

No ano passado, Campo Verde também marcou presença na Febratex, em Blumenau/SC. Neste ano, Campo Verde promoveu o Tour da Fibra ao Fio, apresentando a diversos empresários os benefícios de se investir no município. Inclusive, novas empresas já adquiriram áreas e em breve estarão instaladas em Campo Verde.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Henrique Soares, avaliou como positiva a participação em mais este evento. “Somos o único município do Brasil que tem demonstrado o potencial da cadeia produtiva do algodão. Nesses dias, no Tecnotêxtil Brasil, recebemos no nosso stand muitas pessoas envolvidas em tecelagens, tinturarias, malharias e até fiações. Iniciamos esse contato importante com os empresários e já mostramos que Campo Verde está com portas abertas para recebê-los”, concluiu.