Associação criminosa – MPE denuncia ex-secretário de Emanuel e mais dez por esquemas

118 0
Do: MidiaNews
Ao todo, grupo é suspeito de desviar mais de R$ 3,2 milhões dos cofres públicos por fraudes em compras
O ex-secretário de Saúde Célio Rodrigues, que está preso suspeito de desviar recursos da Saúde

O Ministério Público do Estado (MPE) denunciou o ex-secretário de Saúde de Cuiabá, Célio Rodrigues da Silva, e outras dez pessoas por diversos crimes no âmbito da Operação Hypnos, deflagrada pela Polícia Civil no dia 9 deste mês.

Eles são suspeitos de participação em esquema de corrupção instalado na Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) no ano de 2021. Ao todo, o grupo é suspeito de desviar mais de R$ 3,2 milhões dos cofres públicos.

Além de Célio, também foram denunciados seu cunhado, João Batista de Deus Júnior; Eduardo Pereira Vasconcelos; Maurício Miranda de Mello; João Bosco da Silva; Gilmar Fortunato; Nadir Ferreira Soares Camargo da Silva; Raquell Proneça Arantes; Jussiane Beatriz Perotto e João Victor Silva.

Célio Rodrigues está preso em Cuiabá acusado de crimes como associção criminosa, contratação direta indevida, peculato majorado e lavagem de capitais.

Para o MPE, a secretaria de Saúde pagou, de forma ilegal, mais de R$ 2,7 milhões à Remocenter por meio de compra de medicamentos.

“Destaca-se ainda que a CGE-MT concluiu que a aquisição dos medicamentos ocorreu de forma direta e o pagamento foi realizado em caráter idenizatório, portanto, desprovido de processo licitatório e sem formalização da contratação”, disse o promotor de Justiça Carlos Roberto Zarour Cesar.

O MPE apontou uma organização criminosa na Secretaria de Saúde de Cuiabá com a finalidade de desviar recursos da Empresa Cuiabana de Saúde Pública.

“As diligências revelaram a existência e o efetivo funcionamento de uma associação criminosa instalada no âmbito da Saúde do município […] mediante falsas aquisições de medicamentos superfaturados e sem devida comprovação de recebemimento de mercadoria”, apontou.