Suposto líder – Juíza mantém prisão de barbeiro alvo de operação contra tráfico

93 0
Do: MidiaNews
Marcos Vinicius é acusado de envolvimento com tráfico de drogas; ele foi preso junto com fisioterapeuta
Marcus Vinicius Rohling (detalhe) preso acusado de tráfico de drogas

A juíza Helícia Vitti Lourenço manteve a prisão preventiva do barbeiro Marcus Vinicius Rohling, de 37 anos, preso na sexta-feira (13) na operação Impetus Tijucal 2, deflagrada pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) contra tráfico na Capital.

Além dele, também foram presos a fisioterapeuta Laura Cristina Souza Lima Amorim, 44, dona de uma clínica de estética no Bairro Jardim Petrópolis, e outras nove pessoas.

Em sua decisão, a magistrada disse ser insuficientes as medidas cautelares diversas da prisão de Marcus Vinicius, razão pela qual “indefere o pedido de revogação e substituição da prisão preventiva legalmente decretada”. Conforme Helícia, o suspeito participa de uma organização criminosa.

A magistrada também exigiu que Marcus fosse encaminhado para atendimento médico dentro da penitenciária, uma vez que ele possui hipertensão arterial.

Marcus é empresário e dono de uma barbearia no Bairro Tijucal, onde ele foi preso. Conforme a Polícia Civil, ele já possui ficha criminal por tráfico de entorpecente e posse ilegal de arma de fogo. Ele é apontado como a principal liderança da organização criminosa.

Agora, as investigações da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) querem saber se o estabelecimento era usado como ponto de venda das drogas.

 

A operação

Ao todo, a Polícia Civil cumpriu 54 mandados judiciais, sendo 18 de prisão preventiva e 36 de busca e apreensão.

Esta é a segunda fase da operação. A primeira foi deflagrada em agosto de 2021 para cumprimento de 11 ordens judiciais, com objetivo inicial no enfrentamento ao tráfico de drogas, bem como para identificação de vínculos associativos entre os investigados.

Todo material arrecadado na primeira fase e de denúncias foi analisado, sendo iniciadas novas investigações que revelaram o liame entre os investigados e uma facção criminosa local, com estruturas de arrecadação dos valores auferidos com o tráfico de drogas e outros crimes na região da grande Tijucal.

Durante os trabalhos, foram identificados 36 pontos de difusão de drogas.