Menino de 10 anos é abandonado pelo pai em estádio de MT

49 0
Por g1 MT
Policiais percorreram o gramado, em frente às torcidas, para tentar localizar o pai do menino. — Foto: PJC-MT

Um menino de 10 anos foi devolvido à família, depois de ser abandonado na Arena Pantanal, em Cuiabá, neste sábado (21), durante a estreia do Campeonato Mato-grossense. O pai dele, de 40 anos, deve responder por abandono de incapaz e, segundo a Polícia Judiciária Civil (PJC), foi visto por seguranças e testemunhas embrigadado, enquanto o filho estava perdido em uma das torcidas organizadas.

De acordo com a Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada do Torcedor, o menino estava na parte ocupada pelos torcedores do Mixto, que jogava contra o Cuiabá, e o pai disse que voltaria em seguida, mas não retornou. Cerca de 7,5 mil pessoas acompanhavam a partida.

A criança foi localizada pelos policiais e levada à Delegacia do Torcedor. O nome do pai foi anunciado no sistema de som e a equipe andou com o menino pelo gramado, em frente às torcidas, para tentar localizar o pai, que não se manifestou em procurar pelo filho, conforme a polícia.

Os agentes conseguiram entrar em contato com a mãe do menino, que saiu de Várzea Grande, na região metropolitana da capital, para buscá-lo.

“Tentamos imediatamente localizar o pai, acreditando que ele estava desesperado em busca do filho e, somente depois, percebemos que se tratava de uma situação de abandono de incapaz, uma vez que ele foi visto ingerindo bebida alcoólica pelo estádio e, mesmo após ter o nome anunciado, não foi procurar pelo filho. Graças a Deus, conseguimos localizar a mãe da criança e podemos dizer que a história teve um final feliz”, disse o delegado Rogério Ferreira.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Defesa de Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), para onde o pai foi levado, depois de ser localizado.

Enquanto a mãe não chegava

A polícia relatou que, enquanto esperava na delegacia, o menino chegou a ficar triste com a situação, mas foi “paparicado” pelos policiais, lanchou, tomou refrigerante, torceu e ficou feliz com o resultado da partida – 4 a 1 para o Cuiabá.

A chegada da mãe, que foi até o estádio com a irmã do menino, uma bebê de colo, foi marcada por um momento de grande emoção, ainda conforme a polícia.

“Eles se abraçaram, choraram e ficaram aliviados pela situação ter sido resolvida”, informou a PJC.