Artista plástica que retrata o Pantanal de MT é convidada para expor obras em evento internacional

20 0
Por Giovana Lucas, TV Centro América
Rita Ximenes retrata obras no período das queimadas do Pantanal — Foto: Reprodução/Instagram

A Artista plástica Rita Ximenes, que retrata nas obras o período de queimadas do Pantanal de Mato Grosso, foi convidada para expor as artes do período em um evento internacional, em Nova York, nos Estados Unidos.

Encantada pelo Pantanal, a artista expressa com as tintas a preocupação com os danos causados ao bioma pelas queimadas.

Rita domina técnicas variadas, como a xita, feita em tecido, e a xilogravura, que usa blocos de madeira para imprimir os desenhos.

“Quando você olha a obra, ela vai ter a mesma linguagem e identidade, tanto na estamparia quanto na pintura ou um quadro”, disse a artista plástica.

A artista utiliza outras técnicas como a xilogravura — Foto: Reprodução/Instagram
A artista utiliza outras técnicas como a xilogravura — Foto: Reprodução/Instagram

A partir de uma obra criada para arrecadar fundos e ajudar o Pantanal na época das queimadas intensas, em 2020, que a Rita foi reconhecida. Neste mês, ela fez a estreia no ‘House Of Yes, um evento em Nova York.

“Devido a preocupação com o Pantanal no período da queimada eu fiz uma rifa de uma arte feita em um papel especial. A gente adquiriu um valor bom na obra e várias pessoas começaram a olhar”, contou.

Em 2020 o Pantanal bateu recorde em queimadas. Foram mais de 22 mil focos ativos. O período retratados pela artista chamou a atenção da curadora Angélica Walker que viu nas obras da Rita a sensibilidade com o meio ambiente.

“Eu achei que a Rita com as cores, com o vermelho, cores mais escuras do lugar do verde e do colorido no Pantanal, trouxe para o público americano o que aconteceu com o bioma”, disse.

Para a curadora, essa foi apenas a primeira de muitas outras exposições que Rita fará nos Estados Unidos.

“Com certeza, a Rita vai estar presente justamente por esse amor que ela tem com o Pantanal e vai ser uma satisfação muito grande poder trazer essa obra colorida para a gente que fala tanto para a nossa alma”, contou.