Campo Verde, rumo a ser um grande entroncamento rodoferroviário

219 0
O município, que já conta com importantes rodovias, ganhará uma ferrovia e mais uma rodovia que fará a ligação com o município de Paranatinga
Foto por: Divulgação

Com localização privilegiada e servida por importantes rodovias estaduais e federais, Campo Verde caminha para sua logística de transporte ainda mais incrementada. Servido pelas BR-070 e 364 e pelas MTs 344, 140, 244 e 251, o município passará a contar com mais uma rodovia.

No último sábado (23), o prefeito Alexandre Lopes, adiantou, durante a cerimônia de entrega de máquinas e caminhões à Secretaria Municipal de Obras e Viação (foto), que uma nova rodovia será construída ligando Campo Verde ao município de Paranatinga.
De acordo com o prefeito, a nova estrada, que será totalmente pavimentada, terá seu traçado iniciado na região da Fazenda Fartura, no entroncamento das MTs-244 e 251, e seguirá até a MT-130, próximo à Paranatinga. As obras, que serão realizadas por meio de parceria entre o setor público e o privado, devem ser iniciadas em breve.
A nova rodovia, que terá seu início próximo de onde, tudo indica, será construído o terminal de cargas e o porto seco da Ferrovia Estadual Senador Vicente Vuollo – que ligará Rondonópolis à Nova Mutum e Lucas do Rio Verde -, será um novo corredor de escoamento da produção de parte da região Leste do Mato Grosso e também do Araguaia.
Com a conclusão da pavimentação da MT-140, entre Campo Verde e Nova Ubiratã, passando pelos municípios de Nova Brasilândia, Planalto da Serra e Santa Rita do Trivelato, e com a chegada dos trilhos da Ferrovia Senador Vicente Vuollo, Campo Verde será um dos maiores entroncamentos rodoferroviários de Mato Grosso.
A expectativa é que os investimentos que estão sendo feitos nos modais de transporte atraiam novos empreendimentos para o município, principalmente no setor industrial e de prestação de serviços.