STJ recebe novas provas feitas pelo MP contra prefeito de Cuiabá por contratações irregulares na Saúde

65 0
Por g1 MT
Emanuel Pinheiro é investigado — Foto: Luiz Alves/Secom Cuiabá

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) acolheu um pedido feito pelo Ministério Público de Mato Grosso e recebeu novos documentos com provas enviadas pelo MP para embasar o pedido de afastamento do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), do cargo. O pedido foi feito na segunda-feira (14) e a decisão foi publicada nessa terça-feira (15).

Em nota, o Emanuel Pinheiro diz que as supostas irregularidades apontadas pelo MP “são absolutamente improcedentes e serão devidamente desmentidas no decorrer do processo”.

Na denúncia, o Ministério Público afirma que o prefeito liderou um esquema de contratações irregulares na Secretaria de Saúde do município e que as planilhas apreendidas na casa dele e conversas de celular demonstram que ele tinha conhecimento e total controle das contratações temporárias tidas como ilegais.