PM’s da Rotam, Bope e Força Tática executaram 24 pessoas para promover batalhões em Cuiabá

61 0
Do: Olhar Direto
Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Os 81 policiais alvos da Operação Simulacrum, da Polícia Civil e Ministério Público Estadual, estavam lotados nos batalhões Rotam, Bope e Força Tática do Comando Regional 1, em Cuiabá, quando executaram 24 pessoas em falsos “confrontos”. As investigações indicam que a intenção do grupo criminoso era a de promover o nome dos policiais envolvidos e de seus respectivos batalhões.

A Operação foi deflagrada nesta quinta-feira (31), para cumprimento de 81 mandados de prisão temporária. Também são cumpridos 34 mandados de busca e apreensão e de medidas cautelares diversas. As ordens judiciais foram decretadas pela 12ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá.

Ao Olhar Direto, o comandante-geral da PM, Coronel José Jonildo Assis afirmou que a Corregedoria irá acompanhar o andamento da Operação. “Eu ainda não estou bem ciente do que tem na investigação, mas a gente vai aguardar e a Corregedoria vai acompanhar o andamento da operação”, disse.

Conforme o MPMT e a Polícia Civil, o grupo de militares é investigado pela morte de 24 pessoas, com evidentes características de execução, além da tentativa de homicídio de, pelo  menos, outras quatro vítimas, sobreviventes.

A operação faz parte das investigações realizadas em seis inquéritos policiais, já em fase de conclusão, relativos a supostos “confrontos” ocorridos em Cuiabá e Várzea Grande.

De acordo com as investigações, os militares envolvidos contavam com a atuação de um colaborador que cooptava interessados na prática de pseudos crimes patrimoniais, sendo que, na verdade, o objetivo era ter um pretexto para matá-los.

Após atraí-los a locais ermos, onde já se encontravam os policiais militares, eram sumariamente executados, sob o falso fundamento de um confronto. Os responsáveis pela apuração dos fatos reforçam que há farto conteúdo probatório que contrapõe a tese de confronto apresentada pelos investigados.

Simulacrum é a tradução em latim de simulacro (aquilo que tem aparência enganosa).