Elefante viúvo será transferido do interior de SP para Santuário na Chapada

46 0
Do: Olhar Direto
Foto: Reprodução / Cruzeiro

O elefante ‘Sandro’, que atualmente vive no Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros”  em Sorocaba, interior de São Paulo, será transferido para o Santuário de Elefantes de Chapada dos Guimarães (MT), seguindo a recomendação do promotor do Ministério Público do Estado de São Paulo em Sorocaba, Dr. Jorge Alberto de Oliveira Marum.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Sorocaba, o elefante ficou sozinho no recinto depois que sua companheira Haisa faleceu em 2020. A resposta do município ao promotor de justiça foi encaminhada na última sexta-feira (11).

A Secretaria de Meio Ambiente, Proteção e Bem-Estar Animal (Sema), responsável pela administração do Zoológico Municipal de Sorocaba, informou que a decisão teve como principal objetivo buscar, sempre, o melhor para o bem-estar do animal, em razão da necessidade de convívio com outros indivíduos da sua espécie.

“Já estamos providenciando todos os trâmites legais necessários para realizar a transferência do Sandro ao santuário, bem como verificando a melhor maneira de transportá-lo”, afirmou a secretária interina da Sema, Samyra Toledo.

Sandro era animal de circo até ser transferido para o Zoo. Atualmente, é considerado um animal idoso, recebendo cuidados especiais da equipe técnica do Zoológico. Na natureza, estima-se que um elefante possa viver, em média, 40 anos. Já em cativeiro, 60 anos.

Agora, inicia-se um processo legal dos trâmites para a transferência do animal, além da construção do contêiner específico para Sandro e a preparação do Santuário para recebe-lo. A instituição, que conta atualmente com cinco fêmeas, ainda não se pronunciou sobre a decisão.