Brasil é campeão sul-americano de atletismo sub-23 com ajuda de mato-grossenses

65 0
Do: MidiaNews
A seleção canarinho conquistou 56 medalhas (25 de ouro, 18 de prata e 13 de bronze) e somou 517 pontos (276 no masculino e 241 no feminino)
Lissandra Maysa Campos, de Cuiabá, atleta do Projeto Olimpus ganhou prata no salto em distância, com a marca de 6.33m

O campeonato Sul-Americanos Sub-23, realizado em Guayaquil, Equador, dias 16 e 17 de outubro, destacou a hegemonia do Brasil na competição. A seleção canarinho conquistou 56 medalhas (25 de ouro, 18 de prata e 13 de bronze) e somou 517 pontos (276 no masculino e 241 no feminino).

Atletas de Mato Grosso voltaram para casa com muitas medalhas na bagagem e ajudandaram o Brasil na conquista geral. Nerisnélia dos Santos Sousa, de Cuiabá (ouro no salto triplo, com a marca de 13.15m);  Isabelle Cristina de Almeida, de Sorriso (prata nos 800m com a marca de 2.07.68 e Prata nos 1500m com a marca de 4.30.13);  Arielly Kailayne Monteiro Rodrigues, de Rondonópolis (prata no salto em altura, com a marca de 1.77m);  Lissandra Maysa Campos, de Cuiabá (prata no salto em distância, com a marca de 6.33m).

“Tantas conquistas dos nossos atletas mostram que o Governo de Mato Grosso valoriza o esporte desde a base até o alto rendimento e isso gera resultados importantes, inspira e promove uma nova geração de atletas”, destaca Jefferson Neves, secretário adjunto de Esportes da Secel.

O treinador de Mato Grosso, Marcos Flademir Vieira, de Sorriso, também faz parte dessa conquista. “Tantas conquistas refletem o trabalho da Federação de Atletismo de Mato Grosso em busca de manter o calendário de competições ativo, mesmo durante a pandemia”, ressaltou.

Com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, todos os eventos foram realizados de acordo com suas previsões. “Com isso, nossos atletas podem focar no que interessa, que é treinar e competir, os resultados mostram que todos os investimentos no esporte são  importantes e necessários”, destacou Tomires Campos Lopes, presidente da Federação de Atletismo de Mato Grosso (FAMT).