Proposta de empresa para implantação da primeira ferrovia estadual é aprovada pelo governo de MT

280 0
Por G1 MT
Projeto prevê a implantação de trilhos e terminais que vão interligar os municípios de Rondonópolis a Cuiabá, além de Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde — Foto: Secom-MT

A proposta feita pela empresa Rumo Logística para a implantação da primeira ferrovia estadual em Mato Grosso foi aprovada pelo governo. Essa foi a única oferta feita ao estado na chamada pública e a homologação do resultado foi publicada na edição extra do Diário Oficial dessa sexta-feira (10).

De acordo com o projeto, serão implantados 730 quilômetros de linha férrea em Mato Grosso. A ferrovia ligará Rondonópolis a Cuiabá e Rondonópolis a Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, além de se conectar com a malha ferroviária nacional, em direção ao Porto de Santos (SP).

Com a aprovação do governo, a empresa está habilitada a assinar o contrato de adesão e obter autorização para a construção, implantação e exploração da ferrovia.

Segundo o governo, a proposta da empresa, assim como os documentos de habilitação apresentados, foram analisados pela comissão composta por servidores da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Ager).

Proposta de ferrovia apresentada por empresa em MT foi aceita pelo governo — Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT
Proposta de ferrovia apresentada por empresa em MT foi aceita pelo governo — Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT
Proposta

A proposta apresentada pela empresa, segundo o governo, prevê investimento de R$ 11,2 bilhões para a implantação da ferrovia estadual, com início de obras em 2022.

Também está previsto o início da operação do trecho entre Rondonópolis e Cuiabá no ano de 2025, enquanto a operação no trecho Cuiabá a Lucas do Rio Verde deverá começar em 2028. Estudos realizados pela empresa indicam que mais de 230 mil empregos serão gerados durante os anos de construção da ferrovia.

O estado avalia que, com a implantação da ferrovia, Mato Grosso se tornará mais competitivo, com maior capacidade de escoamento dos produtos do agronegócio, e redução dos custos do frete e do transporte. Pelo menos 27 municípios do estado, que estão próximos do traçado da linha férrea, devem ser beneficiados diretamente com a ferrovia.

Com a homologação do resultado, o governo e a empresa têm até 20 dias para a assinatura do contrato que autoriza a empresa a explorar a ferrovia pelo prazo de 45 anos e permite que a infraestrutura ferroviária possa ser compartilhada pela Rumo com outra empresa de transporte ferroviário que venha a prestar serviços no estado. A previsão é de que o contrato seja assinado na próxima semana.