Nível de água no Manso é um dos mais baixos desde inauguração da usina, que tem gerado apenas 17% da capacidade

39 0
Do: Olhar Direto
Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

A crise hídrica que atinge o Brasil deixou o nível da água de vários rios de Mato Grosso em níveis baixos que não eram registrados em anos. No reservatório da Usina de Manso o volume útil está em 9,51%, um dos níveis mais baixos desde a inauguração. No Rio Cuiabá o nível também estava baixo, com a régua marcando 98cm. Situação semelhante ocorre no Rio Vermelho, em Rondonópolis, que chegou a um estado de alerta com marcação de um metro, que é menor que o nível mais baixo registrado no ano passado.

O reservatório da Usina de Manso encontra-se atualmente na elevação 278,97 metros, o que representa um volume útil de 9,51%. Nível semelhante só foi registrado no início da operação comercial da hidrelétrica, em 2001. A usina está operando conforme despacho do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), com uma geração média em torno de 35 MW, o que corresponde a 17% da capacidade instalada 210 MW.

A Eletrobras Furnas afirmou que cumpre rigorosamente as determinações dos órgãos reguladores na operação dos empreendimentos hidrelétricos sob sua concessão. Os níveis dos reservatórios e a energia despachada são programados pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), responsável por operar o conjunto de reservatórios brasileiros de forma integrada, com o objetivo de garantir a segurança energética.

Outras regiões do Estado também têm sofrido com a crise hídrica. De acordo com dados do Centro de Hidrografia e Navegação do Oeste, da Marinha do Brasil, o nível da água no Rio Cuiabá vem oscilando pouco nas últimas semanas. Em agosto houve diminuição do volume e neste mês de setembro houve um crescimento de apenas 0,84. De acordo com a Defesa Civil, nesta segunda-feira (27) a régua marcava 98cm.

A Coordenação Municipal da Defesa Civil em Rondonópolis identificou na manhã de sexta-feira (24), através de medição, mais um decréscimo no nível das águas do Rio Vermelho, que chega a um estado de alerta e que preocupa.

Segundo as medições encomendadas pela Defesa Civil e realizadas por uma equipe de topógrafos da Prefeitura, o nível do Rio estava em um metro, por volta das 9h na sexta-feira (24), bem abaixo dos 1,35 m verificados no dia 04 de novembro, considerado o nível mais baixo do ano passado.

A Prefeitura do município lembrou que, de acordo com a meteorologia, não existe previsão de chuvas para as próximas semanas. Somente chuvas torrenciais, na cabeceira e afluentes do Rio Vermelho, ou seja, região de Poxoréu, vão elevar o nível de suas águas. Até lá, a recomendação das autoridades é economizar água.