Fechado há cinco anos, Aquário Municipal recebe instalação de vidros especiais que suportam pressão da água

100 0
Do: Olhar Direto
Foto: Luiz Alves

Vidros especiais, com especificidades técnicas coerentes com a pressão da água, estão sendo instalados no Aquário Municipal, que está fechado há cinco anos para reformas. Após a instalação, o espaço ainda precisa passar por uma reconfiguração da estrutura física e climatização.

A reforma está na fase de instalação dos vidros. Dispostos como corredores horizontais aquáticos, o aquário é selado por 66 peças de vidro do tipo float temperado e laminado, respeitando as condições de segurança e qualidade de visibilidade do público. A compra foi adquirida via pregão eletrônico de n° 62/2019, com a empresa Bazzoni Comércio de Vidros Eireli.

“O espaço foi inaugurado, mas, de lá pra cá precisou de reformas e troca dos vidros por outros com material mais apropriado. Tivemos um pouco de dificuldade em encontrar o vidro com a qualidade que o aquário precisa, mas enfim eles chegaram e estão sendo instalados para então, dar continuidade a obra e entregarmos o quanto antes esse equipamento cultural e educativo para a população, que vai ser um grande fomentador do turismo local”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Após a instalação dos vidros, a estrutura física receberá a colocação de forro, piso, uma nova fiação elétrica e sistema de climatização. No espaço será construído também um auditório para reuniões e palestras. Para manutenção da vida dos peixes, o aquário possui filtragem e medidor de temperatura da água e contará com biólogos experientes para dar suporte aos animais aquáticos e também aos futuros visitantes.

Sem prévia de abertura

O local, inaugurado em 2000, foi fechado pela primeira vez em 2009. Na ocasião foram quatro anos de fechamento justificados pela necessidade de reformas. Em 2014 o aquário foi reaberto, como um dos pontos turísticos para acolher turistas que desembarcaram na capital para a Copa do Mundo. Já em 2016 o espaço foi novamente fechado após apresentar problemas estruturais.

Em 2019, Pinheiro chegou a prever que o Aquário seria entregue no dia do aniversário de 300 anos da capital, o que não aconteceu. Em janeiro de 2020, uma nova promessa foi feita pelo gestor, indicando que a obra estaria concluída em abril do mesmo ano, quando se comemorou os 301 anos da cidade, o que também não aconteceu.

Até o momento não há previsão de quando o Aquário Municipal será reaberto. Nossa equipe de reportagem entrou em contato com a Secretaria Municipal de Obras Públicas e Secretaria Municipal de Meio Ambiente para tratar do caso, mas até o momento não houve retorno.

Culpou Mendes

O secretário Municipal de Turismo, Oscarlino Alves afirmou em entrevista ao Olhar Conceito que o atraso na reabertura do Aquário Municipal se deve aos erros da gestão de Mauro Mendes (DEM). Segundo o chefe da pasta, o projeto criado para o local apresentou inconsistências, como a instalação de vidros que já apresentavam risco de rompimento. Apesar dos cinco anos de gestão do atual prefeito, Emanuel Pinheiro (MDB), o espaço segue sem previsão de retorno das atividades.