Mulher do proprietário de Porsche furtado em MT é dona do carro que deu apoio à ação criminosa, diz Polícia Civil

140 0
Por G1 MT
Porsche foi furtado do pátio do Ciretran de Primavera do Leste (MT)

O veículo utilizado para dar apoio ao furto de um Porsche Boxter do pátio da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá, foi identificado pela Polícia Civil como sendo de propriedade da mulher do dono do carro de luxo.

Segundo a Polícia Civil, o veículo importado possui chave inviolável e só pode ser ligado com a chave reserva, indicando que foi roubado pelo próprio proprietário.

Os policiais da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf) de Primavera do Leste realizam diligências para localizar o veículo e pedem para que a população ajude, por meio de denúncia.

O suspeito do crime é o próprio dono do veículo, que tem uma dívida de R$ 474 mil.

Imagens das câmeras de segurança flagraram o momento em que o carro foi levado. 

O vídeo mostra um veículo entrando no pátio e, em menos de um minuto, deixando o local com o Porsche logo atrás. Os dois motoristas fugiram em alta velocidade.

De acordo com a Polícia Civil, os vigilantes questionaram aos funcionários se o Porsche havia sido liberado e foram informados que não.

À polícia, os seguranças contaram que dois homens em um Jeep entraram no setor de vistoria da unidade, sendo que um deles desceu do carro em posse de uma chave, abriu o Porsche apreendido e saiu do local.

Dívidas

Em abril de 2019, a juíza Tatiana Pitombo, da Vara da Justiça do Trabalho de Primavera do Leste, determinou o bloqueio do Porsche e de outros oito veículos, entre eles motos de luxo e caminhonetes, que estavam no nome do suspeito para o pagamento de dívidas trabalhistas.

O dono do Porsche tem uma dívida de R$ 474 mil.

Na segunda-feira (26), o veiculo foi retirado de circulação, como bem em garantia da decisão judicial. O carro, modelo 2013, está avaliado em R$ 272 mil.

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) informou que os pagamentos de IPVA, de 2016 a 2021, do Porsche estavam atrasados.

Ainda de acordo com o departamento, o IPVA foi quitado pelo proprietário no dia da apreensão, no entanto, o carro não foi liberado por causa das outras dívidas dele que já estão em âmbito judicial.

Segundo o Detran, ele invadiu o pátio da Ciretran e retirou o veículo.