Mulher de 27 anos acusa 5 familiares por estupro na sua infância

100 0
Do: MidiaNews
Entre os acusados estão dois tios, a mãe, o padrasto e o irmão da vítima; abusos começaram aos 6 anos
Viatura da Polícia Civil; investigadores de Sorriso estão acompanhando o caso

Uma mulher de 27 anos registrou um boletim de ocorrência na tarde de quarta-feira (11) acusando membros de sua família de a terem estuprado em Sorriso (a 416 quilômetros de Cuiabá).

Segundo a Polícia Civil, o crime aconteceu em janeiro de 2001, quando a vítima tinha apenas 6 anos. Ela registrou queixa contra dois tios, a mãe, o irmão e o padrasto.

Segundo o documento, o crime teria sido cometido em diferentes épocas ao longo de sua vida. O primeiro a cometer os abusos teria sido um tio, quando ela ainda era uma criança.

Algum tempo depois, quando ainda tinha 6 anos de idade, a sua mãe teria praticado o crime na companhia do marido – seu padrasto -, usando alguns objetos para cometer o abuso.

Mesmo após mudar de cidade, a jovem teria, novamente, sido vítima de abusos por um familiar, dessa vez pelo irmão mais velho.

Outro tio também foi acusado pela jovem de tê-la estuprado.

A vítima alegou ter confeccionado outros boletins de ocorrência denunciando o caso.

O crime será investigado pela Delegacia de Polícia de Sorriso.

Conforme a Lei 12.650 de 2012, a prescrição para o crime de estupro de vulnerável é de 20 anos, mas esse período só passa a contar a partir de quando a vítima fizer 18.

A regra foi batizada de Lei Joanna Maranhão, em homenagem à ex-nadadora brasileira que denunciou um antigo técnico por abuso sexual na infância.