Escola para atender bairros Jardim América e Santa Rosa será realidade nos próximos meses

134 0
De: Prefeitura Municipal de Campo Verde

O prefeito Alexandre Lopes e o secretário de Estado de Educação, Alan Porto, deram reinício às obras da escola estadual na divisa entre os bairros Santa Rosa e Jardim América, nesta segunda-feira (16). As obras estavam paralisadas há alguns meses e a escola será o primeiro instrumento público de atendimento à educação naquela região.

A Escola Estadual contará com 16 salas de aula, com capacidade para mais de mil estudantes. Devido à pandemia e variação dos preços de materiais para a construção, foi necessário realinhamento de preços e o Governo do Estado complementou as metas.

A obra, inicialmente orçada em R$ 6,3 milhões, vai ter um custo de R$ 7,9 milhões, devido aos reajustes, com contrapartida da Prefeitura de Campo Verde. Em torno de 6 a 8 meses, a construção deve ser concluída e entregue à população já para o próximo ano letivo.

“Essa obra da escola estadual entre o Santa Rosa e Jardim América, para nós, é muito importante. Ela faz parte de um projeto que temos de fazer com que a educação do ano que vem seja contemplada com algumas coisas que estavam paradas, começando por ela. Com a parceria do Governo do Estado, que tem nos dado uma atenção sobremaneira de fazer com que isso seja retomado, é uma satisfação muito grande”, afirmou o prefeito Alexandre Lopes.

Atualmente, não há uma escola pública que atenda aos jovens da região, que precisam ir ao Centro da cidade para ter acesso ao ensino.

“Essa obra é de suma importância para a educação de Campo Verde. Esse momento foi subsidiado por vários outros momentos, num esforço coletivo, do Estado, Município e Câmara de Vereadores, para retomar essa obra e atender aquela comunidade, que anseia por vagas nas escolas públicas, possibilitando uma educação de qualidade para a região, que ainda não tem instrumento público de ensino que atenda. Os alunos acabam vindo para o Centro, então essa obra é um marco do poder público na região”, explicou a secretária de Educação de Campo Verde, Simoni Borges.

De acordo com o secretário de Estado de Educação, Alan Porto, o Governo está focado em recuperar o ensino de qualidade dos estudantes, que tanto perderam com a pandemia da covid-19.

As escolas da rede estadual retomaram ensino presencial, de forma hibrida, há cerca de um mês. Segundo Alan, Campo Verde foi referencial no planejamento, pois se tornou um case de sucesso com o ensino híbrido adotado desde março deste ano.

“Temos um desafio muito grande de recuperar a qualidade do ensino dos nossos estudantes. Aqui em Campo Verde existe um trabalho muito consistente, um planejamento muito forte. A cidade retomou as atividades no começo do ano, de forma muito exitosa, inclusive usamos essas boas práticas para implantar o ensino hibrido em nível estadual”, afirmou.

Faz parte do planejamento do atual Governo do Estado e foi adotado pela Prefeitura de Campo Verde, tirar do papel todas as obras paradas, nos mais variados setores.

“Cada obra parada gera prejuízo ao Estado, ao Município, é o dinheiro do contribuinte que muitas vezes fica empacado. Não tem taxa de retorno. Vira uma coisa que não favorece em absolutamente nada e é isso que queremos sistematicamente evitar. Fazer com que essa harmonia ocorra e o resultado disso é a retomada das obras paradas, assim como iniciar novas, que é o que o cidadão de Campo Verde merece”, concluiu Alexandre Lopes.