Desaparecido há 5 dias, homem é encontrado morto a tiros em MT

169 0
Do: MidiaNews
Ele trabalhava na limpeza de um terreno quando desapareceu no dia 11 de agosto
Viatura da Politec; equipe identificou que a vítima tinha 9 perfurações pelo corpo

O corpo de um homem de 45 anos, identificado como Arlindo Barbosa da Silva, foi encontrado na segunda-feira (16) em estado de decomposição e com marcas de tiros na zona rural de Porto Alegre do Norte (1.173 quilômetros de Cuiabá). Ele estava desaparecido há cinco dias.

Segundo a Polícia Civil, o desaparecimento da vítima foi comunicado no dia 11 de agosto. Arlindo prestava serviços de limpeza de pasto em uma fazenda, quando desapareceu.

Um homem foi até o local a pedido do proprietário para consertar um trator, que auxiliava na limpeza do pasto e apresentava um pequeno defeito na direção. Quando chegou na fazenda, estranhou que Arlindo não estivesse trabalhando.

Os dois – o homem e o proprietário – começaram a procurar Arlindo. Eles encontraram há cerca de 500 metros dali roupas de proteção contra abelhas, chapéu e óculos que pertenceriam, além da sua motocicleta.

As testemunhas, então, entraram em contato com familiares de Arlindo, que moram em Canabrava do Norte. Os familiares alegaram não terem tido notícias, além de desconhecerem qualquer ligação dele com o consumo de drogas.

Após a comunicação do desaparecimento, as buscas oficiais pela vítima tiveram início. Na residência de Arlindo foram encontrados pertences pessoais, indicando, segundo os investigadores, que ele não voltou para casa.

O celular da vítima foi encontrado dentro do quarto, carregando e os documentos estavam dentro de uma mochila com roupas em um Gol.

No local em que Arlindo foi visto pela última vez – e onde as roupas e a motocicleta foram encontradas – não havia sinais de violência, assim como nenhuma mancha de sangue.

No dia em que Arlindo desapareceu, moradores de uma propriedade ao lado informaram terem ouvido disparos de arma de fogo. Mas como isso não seria algo incomum na região – pois passa um rio perto e pessoas atiram em animais – não estranharam o fato, exceto pelo horário atípico no final da tarde.

As buscas continuaram e o corpo de Arlindo foi encontrado no pasto que estava limpando, já em estado de decomposição e tendo a face comida por urubus.

A equipe da Politec (Perícia Oficial de Identificação Técnica) periciou o local e verificou que a vítima tinha 9 perfurações condizentes com disparos de arma de fogo – possivelmente calibre 22.

Todos os que estavam na propriedade no dia em que a vítima desapareceu foram encaminhados para a delegacia, para prestar depoimento. A Polícia Civil investiga o crime.