Cuiabá sai da lista de municípios com risco alto de contaminação do coronavírus; outros 11 municípios permanecem

274 0
Do: Olhar Direto
Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Nesta terça-feira (10) a Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) publicou uma nova atualização do Boletim Epidemiológico, informando a situação do estado com relação a Covid-19. No novo documento, Cuiabá deixou de integrar a lista de municípios com risco alto de contaminação. Apesar da saída da capital, outros 11 municípios permanecem em estado de alerta elevado.

Entre os municípios com alto risco de contaminação estão: Água Boa, Alta Floresta, Figueirópolis D’ Oeste, Jangada, Nova Xavantina, Novo São Joaquim, Primavera do Leste, Salto do Céu, Santa Rita do Trivelato, São José do Povo e Sapezal. Na atualização anterior, Chapada dos Guimarães também integrava a lista, mas nesta semana teve sua classificação alterada para categoria “moderado”.

Outras 130 cidades estão classificadas na categoria moderada para a contaminação do coronavírus. Nenhum município foi classificado com risco muito alto ou baixo para a Covid-19.

O método para definir a classificação de risco dos municípios foi aprimorado. A mudança foi publicada no Diário Oficial do dia 25 de março de 2021. Desde então, não é levado em consideração apenas o número absoluto dos casos dos últimos quatorzes dias, mas sim a média móvel dos últimos quatorzes dias.

Dados atualizados 

Nas últimas 24 horas foram registrados 28 óbitos em decorrência da Covid-19 em Mato Grosso. Com isso, o estado já alcançou a marca de 13.056 óbitos contabilizados desde o início da pandemia. O número de pessoas contaminadas também vem chamando atenção, já que nesta terça-feira alcançou a marca de 500.540 casos confirmados. 

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (101.851), Rondonópolis (35.586), Várzea Grande (33.453), Sinop (23.940), Sorriso (17.365), Tangará da Serra (17.006), Lucas do Rio Verde (14.913), Primavera do Leste (13.506), Cáceres (10.906) e Barra do Garças (10.243).

Documento ainda aponta que um total de 382.085 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 335 amostras em análise laboratorial.