Governador anuncia R$ 1 milhão para 150 escolas fomentarem agricultura e empreendedorismo

406 0
Recurso será disponibilizado em parceria entre Seduc e Seaf

Lucas Rodrigues | Secom-MT/ com informações da Seduc

Governador Mauro Mendes, secretário de Educação, Alan Porto, secretário de Agricultura Familiar, Silvano Amaral assinam edital para produção de hortas escolares – Foto por: Marcos Vergueiro/Secom-MT

O Governo de Mato Grosso vai investir R$ 1 milhão em edital que visa fomentar a agricultura familiar e o empreendedorismo na rede estadual de Educação, por meio do projeto Horta Pedagógica.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira (02.07) pelo governador Mauro Mendes e pelos secretários de Estado Alan Porto (Educação) e Silvano Amaral (Agricultura Familiar).

O projeto vai alcançar 150 escolas da rede pública de ensino do Estado, nas modalidades campo/ quilombola/ indígena/ urbanas baixada cuiabana, em 2021 e 2022. Das 150 unidades escolares, 148 receberão o valor de R$ 6,5 mil cada. Duas unidades escolares agrícolas (Jaraguá e Terra Nova), que possuem ensino específico de Agroecologia, receberão R$ 15 mil cada.

“Em anos anteriores, era pouco mais de R$ 1 mil de recurso, um valor muito baixo que não estimulava e não dava as condições adequadas para este serviço e esta finalidade. Será um importante programa, que vai desenvolver o empreendedorismo, e tenho certeza que teremos grande participação para motivar e incentivar várias escolas do estado de Mato Grosso para essa prática bastante interessante de agricultura sustentável”, afirmou o governador.

De acordo com o secretário de Estado de Educação, Alan Porto, esse edital é esperado há muitos anos por dezenas de escolas da rede estadual de ensino.

“O foco são as escolas quilombolas, escolas do campo e também todas as escolas da baixada terão condições de participar. Já temos 40 projetos pré-aprovados e agora teremos oportunidade de mais 110 escolas estarem apresentando seus projetos. Queremos fortalecer o protagonismo juvenil, o empreendedorismo, como forma de desenvolver as habilidades dos nossos estudantes”, declarou.

O secretário de Estado de Agricultura Familiar, Silvano Amaral, destacou que o projeto fortalece o setor e dá condições para que muitos estudantes possam ter contato com a agricultura.

“A secretaria de Agricultura Familiar vai estar à disposição dos diretores de escolas, para que possamos ajudar na assistência técnica, e assim ter um resultado positivo na integração entre alunos e professores com esse primeiro acesso à agricultura, que é a produção de alimentos”, pontuou.

O projeto

A implementação de hortas escolares é uma ferramenta pedagógica importante para consolidar e aprofundar a formação integral dos estudantes, ampliando habilidades e competências que favorecem a autonomia para exercerem a cidadania, a construção do projeto de vida e a qualificação para o mercado de trabalho.

O objetivo da proposta é valorizar a agricultura familiar, o empreendedorismo, a vivência e o contato com os recursos naturais, a postura responsável diante do meio ambiente, os conhecimentos técnicos sobre instalação e manejo da horta, a qualidade nutricional dos estudantes e o cooperativismo.

A responsabilidade da assessoria técnica, o acompanhamento, avaliação deste projeto, nas fases de implantação e execução, será dos técnicos da SEAF/SEDUC.

Os projetos submetidos pelas escolas a este edital devem contemplar ao menos uma das categorias mencionadas abaixo: horta medicinal, horta automatizada, horta agroecológica, sistema agroflorestal e horta inovadora.