Empresária baleada por jornalista faz uso de analgésicos leves, mas segue sem previsão de alta

150 0
Do: Olhar Direto
Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

A empresária Nádia Mendes Vilela, 33 anos, baleada pelo ex-namorado, o jornalista e ex-candidato ao governo do Estado, José Marcondes, conhecido como Muvuca, segue internada no Hospital Santa Ângela em Tangará da Serra (244 km de Cuiabá), onde faz uso de analgésicos leves.

Conforme boletim médico divulgado nesta sexta-feira (2), a cirurgia para fixação da fratura na mão esquerda segue com boa evolução até o momento, sendo reavaliada pela equipe de ortopedia. Além disso, Nádia fez a retirada do dreno torácico nesta quinta-feira (1) e segue com um à esquerda.

A respiração da empresária segue sem uso de aparelhos. Com pressão arterial controlada, afebril, e comendo por via oral, ela faz uso apenas de analgésicos leves. Apesar da melhora, segue sem previsão de alta e sob cuidados intensivos.

Nádia foi internada na segunda-feira (28), depois de ser baleada pelo ex-namorado, que atirou na própria cabeça. Por conta dos tiros, Nádia teve perfurações no tórax, na região cervical e na mão esquerda.

Ao dar entrada na unidade, a empresária foi levada para cirurgia e contenção de sangramento, além da colocação de drenos torácicos. A farmacêutica também teve que ser submetida a uma cirurgia de fixação de fratura na mão esquerda pela equipe de ortopedia.

Muvuca, que perdeu massa encefálica, teve o óbito confirmado pelos médicos na noite do mesmo dia, após passar por cirurgia no Hospital das Clínicas. O corpo foi translado para Cuiabá e o velório aconteceu na manhã desta quarta-feira (30).

Ambos tiveram um relacionamento, que terminou há três meses. Ele não aceitava o fim e foi até a farmácia da vítima, onde cometeu a tentativa de feminicídio.