Gestante entra em trabalho de parto e dá à luz a gêmeos em rodovia federal

317 0

Do: Olhar Direto

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto/Ilustração

 

Uma jovem de 19 anos, moradora de um assentamento rural, entrou em trabalho de parto nesta terça-feira (3), e acabou dando à luz gêmeos, em uma ambulância, no Km-839 da BR-163, próximo da cidade de Sinop (a 423 km de Cuiabá https://xn--smln-coab.com/sms-l%C3%A5n-med-betalingsanmerkning/).

Moradora de Cláudia, no norte do Estado, a jovem fazia o primogênito, Emanuel, de 1 anos e 4 meses, dormir, quando sentiu as primeiras contrações. “Eu levantei da cama e percebi. Fiquei preocupada porque moramos longe da cidade”, disse.

Com o trabalho de parto iniciado, o marido chamou uma ambulância para levar Laís a uma unidade de saúde da cidade, distante a 35 km do sítio onde moram. Assim que chegaram ao hospital em Cláudia, foram informados de que não seria possível realizar o parto no local, então, foram encaminhados para Sinop.

Quando o primeiro bebê, que levou o nome de Heitor, nasceu ainda na ambulância, o motorista do veículo decidiu pedir ajuda. Ele parou uma viatura da Rota do Oeste que passava pela rodovia e uma equipe de resgate da Concessionária foi acionada. O socorrista Josimar Ribeiro dos Santos, da base SAU 18, de Sinop, lembra que quando chegou não sabia que um dos bebês já havia nascido.

“Quando somos acionados, em geral, é para atender uma ocorrência difícil, um acidente, com feridos e até óbitos, então já vamos preparados para isso. Porém, quando cheguei lá e vi um bebê nascido e a mãe ainda em trabalho de parto, foi algo excepcional. Não imaginava ver isso”, disse Josimar.

Além de Josimar, outros dois socorristas da base de Sinop da Rota do Oeste formavam a equipe, Luciana Pelizari e João Augusto França Morais. Os três nunca realizaram um parto antes, muito menos no meio da rodovia. Depois de deixar a mãe no hospital, eles ainda esperaram na unidade até o nascimento do outro gêmeo, o que aconteceu em menos de 10 minutos. “Na maioria das vezes prestamos socorro a quem está quase perdendo a vida. É muito difícil vermos uma ou duas nascendo. Foi bem emocionante para todos nós”, destaca Luciana.

O parto realizado com apoio da equipe de socorristas da Rota do Oeste é o 10º desde que a Concessionária passou a atuar em Mato Grosso, em 2014.